Poema Rlâmpago

Poema 1

CONSOLO.
PAU PRA TODA OBRA.

Poema 2

DESESPERO.
MÂO BOBA EM CORPO FECHADO.

Nenhum comentário: